Entrevistas

O projeto “Individualização do tratamento com bussulfano no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa” valeu à Dr.ª Vera Domingos o Prémio Científico Professor Doutor Aluísio Marques Leal, entregue durante a 10.ª Semana APFH (Associação Portuguesa de Farmacêuticos Hospitalares). O medicamento em causa é usado em doentes que vão fazer transplante de medula e, em Portugal, a técnica desenvolvida só é aplicada no IPO Lisboa.

A Dr.ª Maria José Passos, presidente do Intergrupo Português de Melanoma e oncologista no IPO Lisboa, concedeu uma entrevista ao My Oncologia, onde enfatizou os perfis dos novos tratamentos, que revolucionaram a esperança média e qualidade de vida dos doentes. A especialista realçou ainda a importância da comparticipação e da facilidade de acesso aos fármacos inovadores, partilhando que atualmente decorrem ensaios clínicos, em tripla combinação de agentes-alvo e imunoterapia, com o objetivo de se testar a possibilidade do aumento da eficácia, sem afetar a segurança.

Continuam abertas as candidaturas ao Prémio Celgene de Incentivo às Iniciativas Centradas na Pessoa com Doença, uma iniciativa que encontra na distinção de projetos de intervenção em dimensões sociais de relevo para a maioria das pessoas com doenças oncológicas a sua imagem de marca, tal como explica em entrevista ao My Oncologia a Dr.ª Isabel Boaventura, diretora médica da farmacêutica.

“Cancro do Pulmão e o Futuro” foi o nome da sessão moderada pela Dr.ª Encarnação Teixeira, pneumologista do Centro Hospitalar Lisboa Norte - Hospital de Santa Maria, promovida pela Bristol-Myers Squibb (BMS) no âmbito do 33.º Congresso de Pneumologia, que decorreu no Algarve, entre os dias 9 e 11 de novembro. Para a especialista, “hoje quando pensamos no tratamento do cancro do pulmão pensamos em imunoterapia”. Assista à entrevista em vídeo.

Desde 2015 até agora, o tratamento para o cancro do pulmão de não-pequenas células (CPNPC) foi “completamento alterado”, devido sobretudo à evolução da Imuno-Oncologia. A ideia é defendida pela Dr.ª Fernanda Estevinho, médica oncologista do Hospital Pedro Hispano, que, em entrevista ao My Oncologia, explica como se processa a terapêutica atual dos doentes com CPNPC.

A Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão (Pulmonale) foi fundada em 2010, “com o sentido de ser a voz ‘dos’ doentes e ‘para’ os doentes com cancro do pulmão”, conforme explica a Dr.ª Isabel Magalhães, presidente da Pulmonale. Naquela altura, “a sociedade civil sentiu a necessidade de representar estes doentes, tantas vezes esquecidos e até vítima de estigma”.

Pág. 1 de 11

PUB

Planning

Onco Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

astellasBMSMerckMSDPfizerRoche