terça, 17 abril 2018 17:18

“O tratamento do cancro de cabeça e pescoço deve ser individualizado”

É fundamental individualizar o tratamento do doente com cancro de cabeça e pescoço localmente avançado, analisando não só as características do tumor, mas também as particularidades de cada doente, aumentando a sua hipótese de cura. Quem o defende é a Dr.ª Aline Lauda, médica oncologista da Dom Clínica de Oncologia, Brasil, que esteve presente nos Encontros da Primavera 2018. O My Oncologia conversou com a especialista. Assista ao vídeo.

Na sua apresentação, a Dr.ª Aline Lauda abordou ainda as opções terapêuticas disponíveis para os doentes inelegíveis ao uso de cisplatina, sublinhando que a alternativa principal para estes doentes atualmente é o cetuximabe.

A especialista reforça também que o tratamento desta doença necessita de uma estratégia multimodal, ou seja, utilizando a cirurgia, quimioterapia ou bioterapia em combinação com radioterapia para aumentar as hipóteses de cura.

Relativamente à imunoterapia, a Dr.ª Aline Lauda considera que é um campo que “vai mudar a história de muitos doentes”, embora os estudos estejam ainda em fase inicial. “Atualmente defendemos o nivolumab, que é o único que está aprovado”.

Vídeo

PUB

Planning

Onco Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

BMSMerckMSDPfizerRocheTakeda Oncology