terça, 31 maio 2016 13:04

Programa clínico de imuno-oncologia da BMS apresentado na ASCO

A farmacêutica Bristol-Myers Squibb (BMS) verá apresentados dados do seu programa de desenvolvimento clínico em imuno-oncologia em 36 sessões da Reunião Anual da American Society of Clinical Oncology (ASCO) 2016, que vai decorrer de 3 a 7 de junho, em Chicago.

Nestas estarão compreendidas sete apresentações orais e oito sessões de discussão de posters, onde serão destacados os resultados dos estudos com nivolumab, ipilumimab, elotuzumab e dasatinib em 13 tipos de cancro.

Os dados apresentados nesta conferência são fruto do entendimento da companhia sobre o perfil clínico destes agentes – em monoterapia ou associação – e reforçam o seu compromisso em colmatar as lacunas ainda existentes no tratamento de um largo espetro de tumores sólidos e líquidos.

Segundo Jean Viallet, médico e Global Clinical Research Lead em Oncologia na Bristol-Myers Squibb, “o nosso objetivo é aumentar a sobrevivência a longo prazo com qualidade destes doentes, e fazê-lo através da utilização de regimes de associação imuno-oncológicas. O nosso programa de desenvolvimento clínico levou à introdução de várias opções de tratamento para cancros como o melanoma metastático, cancro do pulmão avançado previamente tratado, cancro do rim, mieloma múltiplo e linfoma de Hodgkin clássico, e através do nosso robusto pipeline de investigação continuamos a avaliar o potencial da Imuno-Oncologia em novos tipos de tumor. Na ASCO 2016, esperamos poder partilhar a investigação desenvolvida nos ensaios clínicos dos nossos fármacos, em monoterapia ou associação, em vários tipos de cancro difíceis de tratar.”

Serão, assim, apresentados dados de sobrevivência a longo prazo para um conjunto alargado de tumores, incluindo o cancro do pulmão de não-pequenas e de pequenas células, o melanoma avançado, e dados de follow-up até 5 anos de cancro do rim.

Os dados alargados da associação de nivolumab e ipilimumab em vários tipos de tumor, incluindo em primeira linha para o cancro do pulmão de não-pequenas células (CPNPC), glioblastoma multiforme em recidiva, e cancro colorretal metastático com elevada instabilidade de microssatélites (MSI-high), serão divulgados à comunidade científica e médica presente na conferência.

No conjunto, serão apresentados dados relativos a 13 tipos de cancro, incluindo apresentações inéditas em cancro colorretal metastático com elevada instabilidade de microssatélites (MSI-high) e cancro da bexiga avançado, e nova investigação em linfoma de Hodgkin clássico, indicação para a qual o nivolumab foi recentemente aprovado nos EUA.

Esteja a par destas e outras novidades em www.asco2016.newsfarma.pt.

PUB

Planning

Onco Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

BMSMerckMSDPfizerRocheTakeda Oncology