terça, 21 fevereiro 2017 12:15

Farmacêuticos hospitalares participam em formação da MSD sobre Imuno-oncologia no CPCNP

A Merck, Sharp & Dohme (MSD) organizou mais uma edição do curso de formação pós-graduada “Imuno-Oncologia no cancro do pulmão”, no Porto, no passado dia 18 de fevereiro. O Prof. Doutor Venceslau Hespanhol, presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP), e o Dr. Fernando Barata, presidente do Grupo de Estudos do Cancro do Pulmão, foram os palestrantes deste curso que foi dirigido a farmacêuticos hospitalares do norte e centro do país.

No total, foram 98 os profissionais de farmácia hospitalar que marcaram presença nesta formação acreditada pela Ordem dos Farmacêuticos.

Esta iniciativa surgiu na sequência da aprovação por parte da Comissão Europeia (CE) da nova indicação do pembrolizumab (terapêutica anti-PD-1 da MSD), para o tratamento de primeira linha de carcinoma do pulmão de células não pequenas (CPCNP) metastático em adultos, cujos tumores tenham uma expressão de PD-L1 elevada (proporção de pontuação do tumor [TPS] de 50% ou mais) sem mutação EGFR ou translocação ALK.

Em declarações à My Oncologia, os dois especialistas são unânimes em considerar de extrema importância estas formações para os farmacêuticos hospitalares. “Muitas vezes converso com os farmacêuticos, devido à metodologia muito própria do tratamento. São novas moléculas, pelo que é necessário um intercâmbio e uma partilha de conhecimentos, quer entre os médicos, quer com os farmacêuticos”, aponta o Dr. Fernando Barata. “Esta aplicabilidade direta ao cancro é uma realidade recente e portanto toda a formação que existe é recente e faz sentido que os profissionais da saúde adquiram conhecimentos, sobretudo os médicos, os farmacêuticos e os enfermeiros”, remata o Prof. Doutor Venceslau Hespanhol.

Galeria de Imagens

PUB

Planning

Onco Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

BMSMerckMSDPfizerRocheTakeda Oncology