Investigação

O Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto) vai participar num estudo europeu de medição de resultados e de custos no cancro do pulmão, cujo lançamento decorre no próximo dia 18 de junho, em Madrid. Além da instituição, vão também fazer parte outros hospitais de referência, no trabalho promovido pela International Consortium for Health Outcomes Measurement (ICHOM) e pela All.Can.

 

Os resultados do ensaio de Fase III KEYNOTE-407 demonstram que pembrolizumab, o anti-PD1 da MSD, quando em combinação com quimioterapia, melhora significativamente a sobrevivência global no tratamento de primeira linha do cancro do pulmão de células não-pequenas metastático escamoso (CPCNP). As conclusões foram divulgadas na Reunião Anual 2018 da ASCO, que decorreu em Chicago entre 1 e 5 de junho, pela MSD.

 

A Pierre Fabre e a parceira Array BioPharma anunciaram, durante o encontro anual da ASCO, que decorreu em Chicago entre 1 e 5 de junho, os resultados da análise de sobrevivência global (OS) do ensaio de Fase 3 COLUMBUS em doentes com melanoma BRAF+. O estudo, que integrou o programa “Best of ASCO”, concluiu que a sobrevivência global mediana foi de 33,6 meses para doentes tratados com COMBO450, em comparação com 16,9 meses para doentes tratados com vemurafenib em monoterapia.

 

A Janssen, companhia farmacêutica do grupo Johnson & Johnson, apresenta um total de 21 resumos no Encontro Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) 2018, que termina hoje, dia 5 de junho, em Chicago. Tratam-se de novos dados de suporte a um portefólio de produtos, que inclui, entre outros, ibrutinib, daratumumab e acetato de abiraterona, usados no tratamento de tumores hematológicos e do cancro da próstata.

O Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) e o Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO Lisboa) levaram a cabo um estudo em doentes com esófago de Barrett, que permitiu perceber o papel dos centrossomas, estruturas mais pequenas que um fio de cabelo dividido centenas de vezes, no desenvolvimento do cancro do esófago. A investigação, publicada no Journal of Cell Biology, sugere que a amplificação dos centrossomas pode contribuir para o início e progressão de neoplasias. 

A MSD anunciou recentemente os resultados do KEYNOTE-189, um estudo piloto de Fase III que avalia pembrolizumab, terapia anti-PD-1 da MSD, em combinação com pemetrexed e cisplatina ou carboplatina para o tratamento de primeira linha do cancro do pulmão de células não-pequenas (CPCNP) metastático. Os resultados demonstraram que a combinação de quimioterapia pembrolizumab-pemetrexed-platina melhorou significativamente a sobrevivência global (OS), reduzindo o risco de morte para metade em comparação com a quimioterapia isolada.

Pág. 1 de 25

PUB

Planning

Onco Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

BMSMerckMSDPfizerRocheTakeda Oncology