Investigação

A Janssen, companhia farmacêutica do grupo Johnson & Johnson, apresenta um total de 21 resumos no Encontro Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) 2018, que termina hoje, dia 5 de junho, em Chicago. Tratam-se de novos dados de suporte a um portefólio de produtos, que inclui, entre outros, ibrutinib, daratumumab e acetato de abiraterona, usados no tratamento de tumores hematológicos e do cancro da próstata.

O Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) e o Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO Lisboa) levaram a cabo um estudo em doentes com esófago de Barrett, que permitiu perceber o papel dos centrossomas, estruturas mais pequenas que um fio de cabelo dividido centenas de vezes, no desenvolvimento do cancro do esófago. A investigação, publicada no Journal of Cell Biology, sugere que a amplificação dos centrossomas pode contribuir para o início e progressão de neoplasias. 

A MSD anunciou recentemente os resultados do KEYNOTE-189, um estudo piloto de Fase III que avalia pembrolizumab, terapia anti-PD-1 da MSD, em combinação com pemetrexed e cisplatina ou carboplatina para o tratamento de primeira linha do cancro do pulmão de células não-pequenas (CPCNP) metastático. Os resultados demonstraram que a combinação de quimioterapia pembrolizumab-pemetrexed-platina melhorou significativamente a sobrevivência global (OS), reduzindo o risco de morte para metade em comparação com a quimioterapia isolada.

A MSD anunciou recentemente que o pembrolizumab reduziu em mais de 40% o risco de recorrência de doença ou morte quando comparado com placebo, como terapêutica adjuvante em melanoma ressecado estádio III de alto risco. Os resultados do ensaio clínico  foram apresentados na sessão plenária de abertura da Reunião Anual da American Association for Cancer Research, que decorreu entre 14 e 18 de abril nos Estados Unidos da América, e publicados no The New England Journal of Medicine.

 

Uma equipa de investigação portuguesa, composta por investigadores do Instituto de Investigação e Inovação da Universidade do Porto  (i3S) e da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), publicou recentemente um artigo na revista de Gastrenterologia Gut sobre os diferentes tipos de bactérias existentes no estômago e como elas variam ao longo do processo de desenvolvimento de cancro do estômago, tendo demonstrado que as bactérias no estômago dos doentes com cancro gástrico são completamente diferentes das presentes em doentes que têm apenas inflamação crónica do estômago (gastrite crónica).

Foram recentemente conhecidos os resultados do estudo positivo de fase III IMmotion151, relativo à utilização de atezolizumab e bevacizumab como 1.ª linha de tratamento para o carcinoma de células renais avançado ou metastático (CCRm). O estudo atingiu o seu endpoint co-primário, sobrevivência livre de progressão (PFS), em indivíduos cuja doença expressava a proteína programmed death-ligand 1 (PD-L1) (expressão ≥1%).

Pág. 6 de 30

PUB

Planning

Onco Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

BMSMerckMSDPfizerRocheTakeda Oncology