Pessoas & Serviços

A Roche anunciou, no último dia 1 de junho, que a Comissão Europeia (CE) aprovou o fármaco pertuzumab, em associação com o trastuzumab e quimioterapia, para o tratamento de doentes adultos com cancro da mama HER2-positivo em estádios iniciais e elevado risco de recidiva. O elevado risco de recidiva é definido como doença com envolvimento dos gânglios linfáticos ou sem expressão de recetores hormonais. A terapêutica deve, então, ser administrada durante um ano (18 ciclos), como parte integrante de um regime completo para o cancro da mama HER2-positivo em estádios iniciais, independentemente do momento da cirurgia.

 

O Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO Lisboa) celebrou o Dia Mundial da Tiroide, assinalado a 25 de maio, com um curso de cirurgia da tiroideia para médicos cirurgiões de hospitais centrais e distritais. A formação e o treino neste tipo de cirurgia são fundamentais para minimizar os riscos da operação e melhorar os resultados obtidos.

Segundo notícia avançada a 25 de maio pelo Diário de Notícias (DN), o Instituto Português de Oncologia de Lisboa (IPO Lisboa) não consegue dar resposta a todas as mulheres que precisam de fazer exames de seguimento do cancro da mama e está a encaminhar as doentes para os centros de saúde. A Sociedade Portuguesa de Senologia (SPS) dá a conhecer a sua posição relativamente a esta situação.

A propósito do Dia Internacional dos Ensaios Clínicos, assinalado a 20 de maio, a Fundação Rui Osório de Castro (FROC) alerta a sociedade para a necessidade de as entidades governamentais assegurarem que existem ensaios clínicos em Oncologia Pediátrica.

A Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) e a Sociedad Española de Cuidados Paliativos (SECPAL) assinaram, no dia 18 de maio, um memorando em conjunto, onde apelam aos decisores políticos o reconhecimento da prestação de Cuidados Paliativos como uma prioridade de Saúde.

PEGASEMP™ é o nome do produto líder da empresa de biotecnologia TREAT U que acaba de receber a designação de medicamento órfão no tratamento do mesotelioma maligno, atribuída pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) e pela Food and Drug Administration (FDA). A próxima etapa do desenvolvimento será testar o PEGASEMP™ no tratamento de doentes com mesotelioma maligno.

Pág. 1 de 8

PUB

Planning

Onco Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

BMSMerckMSDPfizerRocheTakeda Oncology